INICIAL QUEM SOMOS DÚVIDAS CONTATE-NOS CYTOTEC DÚVIDAS SOBRE ABORTO

Indicações de Cytotec

CYTOTEC (misoprostol) está indicado para o tratamento de úlceras gástricas e duodenais ativas. CYTOTEC também está indicado para administração simultânea às drogas antiinflamatórias não-esteróides (Daine's), na profilaxia e no tratamento das úlceras, erosões hemorrágicas e lesões provocadas peles Daine's. CYTOTEC é eficaz na cicatrização de um significativo número de úlceras duodenais refratárias à terapia com antagonistas dos receptores H 2 CYTOTEC está indicado no tratamento das gastroduodenites erosivas associadas com doença péptica ulcerosa.

Efeitos Colaterais de Cytotec

Os mais freqüentes eventos adversos registrados nos estudos clínicos foram: diarréia, dores abdominais e fezes soltas.
A diarréia, quando ocorria, costumava aparecer nas fases iniciais do tratamento.

Mulheres que tomarão CYTOTEC durante estudos clínicos relataram os seguintes distúrbios ginecológicos: cólicas, menorragias, distúrbios menstruais, sangramento vaginal, dismenorréia.

Nos estudos clínicos, as seguintes reações adversas foram relatadas: náuseas, cefaléias, flatulência, dispepsia, vômito e constipação. As reações adversas abaixo listadas foram relatadas.

As relações de causa entre o CYTOTEC e tais eventos não podem ser descartadas.

Gerais: Fadiga, febre, astenia, alterações ponderais. Cardiovasculares: Dor precordial, alterações na pressão sangüínea, arritmia, edema, modificações nas enzimas cardíacas. Gastrintestinais: Desconforto gastrintestinal, função hepática anormal, sangramento gastrintestinal, amilase anormal, alterações dos eletrólitos, esteatorréia. Respiratórias: Dispnéia. Infecção do trato respiratório superior, broncoespasmos. Geniturinárias: Disúria, hematúria, poliúria, retenção urinária, albuminúria, litíase renal. Sistema nervoso central psiquiátricas: Ansiedade, amnésia, sede aumentada, alterações do apetite, diminuição da libido, impotência, sono anormal, tonturas, alterações da coordenação, neuropatia, sudorese aumentada, depressão. Musculoesqueléticas: Mialgia, artralgia. Pele: Palidez, alopecia, erupção. Sensoriais: Zumbidos, surdez, visão turva, conjuntivite, lacrimejamento anormal, paladar alterado. Sangue/coagulação: Anemia, trombocitopenia, policitemia, diminuição do fator de coagulação, aumento do tempo de hemossedimentação, contagem diferencial alterada. Metabólicas: Agravamento de diabetes melito, glicosúria, acidose, desidratação, gota.

Conheça seus efeitos

Várias pessoas acreditam que o Citotec usado em casa, para fins de abortamento, é eficaz. Abaixo esclarecemos as conseqüências do seu uso. Leiam com atenção:

O Citotec foi desenvolvido com outro nome há cerca de vinte anos atrás. Passados dez anos, a droga ainda não tinha saído de seu estágio experimental; com a descoberta das qualidades terapêuticas de seu princípio ativo no tratamento de úlcera, deixou de ser pesquisado principalmente por produzir contrações no útero e dessa maneira apressar o parto e passou então a ser comercializado para o tratamento de úlceras. Aos poucos, algumas pessoas descobriram que ele provocava o aborto, inclusive porque o fabricante escrevia na própria bula do remédio que este era contra-indicado para mulheres grávidas, dado o risco de poder provocar um aborto.

O remédio passou aos poucos a ser comprado, sem orientação médica, não mais para úlcera, mas para provocar o aborto, embora o laboratório desaconselhasse o seu uso no caso de gestantes.

Por causa de sua história, o remédio foi estudado e testado apenas para úlcera e não para abortos. Não houve por parte dos fabricantes estudos para viabilizá-lo tecnicamente para o seu efeito abortivo.

Não há qualquer suporte técnico para quem use (seja médicos ou leigos) este remédio para produzir um aborto. Tudo o que se conhece sobre ele a este respeito é o resultado de uma prática clínica muito informal, irregular e completamente assistemática.

É algo muito diferente de um medicamento onde há multidões de professores e cientistas constantemente pesquisando, debatendo e aperfeiçoando o conhecimento sobre a ação e o uso do remédio.

É importante, para entender o que acontece com a própria gestante ao resolver tomar o remédio, que se tenha em mente que o citotec nunca foi desenvolvido e testado para provocar o aborto, nem no Brasil nem em qualquer país de primeiro mundo.

Este é o motivo que explica porque ele provoca resultados tão diversos e irregulares em várias gestantes que o tomam.


Somos a Associação Mulher, entidade sem fins lucrativos, com sede em diversas cidades do Brasil e do exterior. Ajudamos mulheres com gravidez indesejada, oferecendo atendimento personalizado em um momento difícil que possam estar vivendo.

Contato

Marque um agendamento conosco em uma de nossas unidades. Basta acessar o chat ou pelo e-mail [email protected]
Esta é uma informação valiosa sobre o uso do Cytotec para o aborto.

É necessário conhecer muitas coisas importantes sobre este medicamento. Antes de tomar Cytotec, é bom saber que você não pode usar este remédio para praticar o aborto, pelo menos não como uma técnica correta, sem conseqüências graves. É essencial que você leia atentamente este esclarecimento, ele é o resultado de um estudo nesta área. Para que você possa entender o que significa o uso de Cytotec para práticas abortivas é que escrevo sobre este assunto, porque eu sei que muitas pessoas tomaram este medicamento e infelizmente alguns até perderam a vida por causa do uso.

Espero que esta informação possa ajudar.

O Cytotec foi desenvolvido com outro nome há quase 20 anos , não para problemas de estômago ou provocar abortos , mas para produzir contrações uterinas , quando necessário para adiantar o parto, ou ejetar um feto morto dentro do útero de uma grávida. Depois de 10 anos, o medicamento ainda não tinha passado da fase experimental, mas com a descoberta das suas qualidades, como componente ativo, no tratamento de úlceras, deixou de ser investigada, principalmente para a produção de contrações uterinas, para partos antecipados, e passou a ser comercializado para tratar úlceras. Aos poucos, algumas pessoas tomaram ciência de seu efeito abortivo porque o fabricante escreveu nas contra indicações: “Não é indicado para mulheres grávidas, pois poderá provocar aborto". A documentação original pode ser encontrado neste link: www.aims.org.uk/Journal/Vol13No3/searle.htm

O medicamento começou a ser gradualmente comprado sem orientação médica, não só para o tratamento de úlceras, mas para provocar um aborto. Embora não seja recomendado pelo laboratório para esses fins.

Devido à sua história, o remédio foi pensado e testado para úlceras e não para abortos. Não foi feito, pelo fabricante, um estudo que mostrou, tecnicamente, o seu efeito abortivo. Tudo o que se sabe sobre ele, e sobre este ponto, é o resultado de um suporte clínico muito informal, irregular e sem informações precisas de estudos técnicos. É muito diferente de um medicamento que foi estudado e testado por um grande número de professores e cientistas debatendo-o e aperfeiçoando seu conhecimento de como ele funciona. Com este medicamento (Citotecy) não foram feitos estudos e, por isso, usá-los para fins abortivos, pode causar a morte.

Efeitos do Misoprostol (Citotec) no corpo da mulher

O medicamento Misoprostol é indicado para o tratamento de úlceras, mas, por provocar fortes contrações uterinas é usado por mulheres que tentam o aborto. Por não ter sido criado para este fim, o medicamento causa grandes males a saúde da mulher, podendo levá-la a morte.

O remédio age contraindo os músculos do útero e expulsa o feto para fora do corpo da mulher. Mesmo tendo os pulmões formados, o feto ainda não é capaz de respirar fora do corpo da mulher antes dos seis meses de gestação. Por isso acaba morrendo asfixiado, sem conseguir realizar as trocas gasosas.

Contudo, após a expulsão do feto as contrações uterinas continuam acontecendo, e são incontroláveis, o que causa sangramento e hemorragia nas mulheres. Por isso a maioria das que tomam essa medicação procuram hospitais para tratar do sangramento. As maternidades então recebem a paciente, realizam a curetagem no útero para retirar os restos placentários e fetais, e cuidam da hemorragia causada.

Caso a mulher não procure um hospital pode acontecer dos restos placentários e fetais ficarem alojados no útero. A retenção pode resultar em um acumulo de pus no útero e posterior circulação do pus no sangue, chamado de septicemia. Também pode acontecer de na curetagem dos tecidos retidos se tornar necessário remover também uma parte de tecidos endometriais, que é a parte mais interna do útero. Por este motivo as paredes constituem o endométrio acabam por aderirem-se uma à outra causando a esterilidade da mulher.

Somos especialistas, se você pensa em abortar com pílulas, não o faça. Entre em contato conosco via chat.

Atenção: Pílulas abortivas

É necessário conhecer muitas coisas importantes sobre este medicamento. Antes de tomar Cytotec, é bom saber que você não pode usar este remédio para praticar o aborto, pelo menos não como uma técnica correta, sem conseqüências graves. É essencial que você leia atentamente este esclarecimento, ele é o resultado de um estudo nesta área. Para que você possa entender o que significa o uso de Cytocec para práticas abortivas é que escrevo sobre este assunto, porque eu sei que muitas pessoas tomaram este medicamento e infelizmente alguns até perderam a vida por causa do uso.

Espero que esta informação possa ajudar.

O Cytotec foi desenvolvido com outro nome há quase 20 anos , não para problemas de estômago ou provocar abortos , mas para produzir contrações uterinas , quando necessário para adiantar o parto, ou ejetar um feto morto dentro do útero de uma grávida . Depois de 10 anos, o medicamento ainda não tinha passado da fase experimental, mas com a descoberta das suas qualidades, como componente ativo, no tratamento de úlceras , deixou de ser investigada , principalmente para a produção de contrações uterinas , para partos antecipados, e passou a ser comercializado para tratar úlceras. Aos poucos, algumas pessoas tomaram ciência de seu efeito abortivo porque o fabricante escreveu nas contra indicações: “Não é indicado para mulheres grávidas, pois poderá provocar aborto. A documentação original pode ser encontrado neste link: www.aims.org.uk/Journal/Vol13No3/searle.htm

O medicamento começou a ser gradualmente comprado sem orientação médica, não só para o tratamento de úlceras, mas para provocar um aborto. Embora não seja recomendado pelo laboratório para esses fins.

Devido à sua história, o remédio foi pensado e testado para úlceras e não para abortos. Não foi feito, pelo fabricante, um estudo que mostrou, tecnicamente, o seu efeito abortivo. Tudo o que se sabe sobre ele, e sobre este ponto, é o resultado de um suporte clínico muito informal, irregular e sem informações precisas de estudos técnicos. É muito diferente de um medicamento que foi estudado e testado por um grande número de professores e cientistas debatendo-o e aperfeiçoando seu conhecimento de como ele funciona. Com este medicamento (Citotecy) não foram feitos estudos e, por isso, usá-los para fins abortivos, pode causar a morte.

Somos especialistas, se você pensa em abortar com pílulas, não o faça. Entre em contato conosco via chat.

Esta é uma informação valiosa sobre o uso do Cytotec para o aborto. É "brutalmente perigoso" o uso de pílulas de aborto sem orientação médica, advertem os especialistas da área
"O sofrimento, sangramento, a modificação do ciclo ou danos no fígado são apenas algumas das conseqüências que sofrem as pessoas que o utilizam", explicam os profissionais da saúde”.
Para adolescentes que tomam estas pílulas entre 16 e 17 anos, quando pensarem em engravidar, será impossível. Muitas adolescentes morreram com o resultado do uso de pílulas abortivas.

Infelizmente, há lugares que se vendem estas pílulas abortivas, sem qualquer controle. Mas não se deve comprar porque podem ser falsificadas/alteradas, colocando ainda mais em risco a vida da mulher.

Somos especialistas, se você pensa em abortar com pílulas, não o faça. Entre em contato conosco via chat.

SOBRE O CITOTEC:

É importante saber que este medicamente não deve ser usado em casa, para fins de abortamento, pois não há uma técnica correta e pode haver sérias conseqüências.

CITOTEC foi desenvolvido com outro nome há cerca de vinte anos atrás, para produzir contrações no útero quando era necessário apressar o parto ou expulsar um feto já morto do útero de uma gestante.
Passados dez anos de sua fabricação, este medicamento ainda não tinha saído de seu estágio experimental. Porém, com a descoberta das qualidades terapêuticas de seu princípio ativo no tratamento de úlcera, deixou de ser pesquisado principalmente para produzir contrações no útero e passou a ser comercializado para tratamento de úlceras.

Constando em sua própria bula, descobriu-se então que ele provocava o abortamento. Passando então a ser procurado e comprado, sem orientação médica, para provocar o aborto, embora o laboratório desaconselhasse o seu uso em gestantes.

Por conta de sua história, o medicamento foi estudado e testado apenas para casos de úlceras e não para abortos. Por parte dos fabricantes, não houve estudos para viabilizá-lo tecnicamente para o seu efeito abortivo. Por isso, não há suporte técnico para quem use este medicamento no caso de produzir um aborto.

Tudo o que se conhece sobre ele neste aspecto é resultado de uma prática clínica informal, irregular e assistemática. Diferente, portanto, de medicamentos que vários professores e cientistas constantemente pesquisam, debatendo e aperfeiçoando o conhecimento sobre a ação e o uso do medicamento.

ATUAÇÃO:

O CITOTEC atua apenas, ao que tudo indica, provocando contrações de parto e a conseqüente expulsão do feto, em qualquer idade gestacional. Ele não age,portanto, sobre o próprio feto, apenas provoca a sua expulsão. O feto morre não por ter sido agredido, mas porque, se ele tem menos de seis meses, ao ser expulso morre asfixiado. Embora o feto tenha os pulmões formados a partir do primeiro mês de gestação, antes dos seis meses e fora do útero pode inalar o ar, mas o oxigênio não consegue passar dos alvéolos para o sangue. O feto morre ao ar livre por asfixia, exatamente como ocorreria com uma pessoa que fosse estrangulada.

É importante que se tenha em mente que este medicamento nunca foi desenvolvido e testado para provocar aborto, nem no Brasil nem em qualquer país de primeiro mundo. Esta é a explicação porque ele provoca resultados tão diversos e irregulares em várias mulheres que o tomam.

No caso típico, algumas horas depois de ingerido, a mulher entra em trabalho de parto e expulsa o feto, mas mesmo depois disso as contrações tornam-se dificilmente controláveis. As dores abdominais são intensas, muito maiores do que se fosse um aborto natural, e a mulher pode começar a sangrar tanto e com tal volume crescente que é quase sempre obrigada a procurar um hospital. Em algumas mulheres sua ingestão não provoca efeito algum, nem mesmo a expulsão do feto; em outras, provoca apenas a expulsão do feto. Na maioria dos casos, porém, a expulsão do feto é seguida de hemorragias crescentemente violentas com o passar do tempo.


Somos a Associação Mulher, entidade sem fins lucrativos, com sede em diversas cidades do Brasil e do exterior.
Ajudamos mulheres com gravidez indesejada, oferecendo atendimento personalizado em um momento difícil que possam estar vivendo.